Como ser um Correspondente Bancário

Aprenda como ser um correspondente bancário

Você tem vontade de empreender, mas conta com poucos recursos? Ou já pensou em trabalhar como correspondente bancário?

Se você quer deixar de ser empregado e sonha em se tornar gestor do seu próprio negócio, ou ainda, se está procurando uma oportunidade de obter uma fonte de renda extra, atuar como correspondente bancário, em um mercado que oferece milhões de oportunidades pode ser um bom negócio!
Não sabe por onde começar?
Nesse artigo te mostramos os primeiros passos para empreender no mercado de crédito!
Antes de tudo você precisa entender o que é e o que faz um correspondente bancário.

O que é um correspondente bancário?

O correspondente bancário é uma pessoa física ou jurídica, ou seja, um indivíduo ou um estabelecimento, contratado por instituições financeiras e outras instituições autorizadas pelo Banco Central para intermediar operações de crédito entre essas instituições e seus clientes.

Atualmente, essa intermediação pode ser feita em formato home office, o que requer pouco investimento, ou em um local físico, que pode ser um call center ou uma loja de crédito.

O que faz um correspondente bancário?

A principal função de um correspondente bancário é ofertar produtos e serviços das instituições financeiras, facilitar a concessão de crédito e estender o atendimento para áreas onde as agências bancárias não chegam.
É importante destacar que um correspondente não empresta o próprio dinheiro. Ele é um intermediário entre as instituições financeiras e os clientes, ou seja, o correspondente bancário oferece os produtos e o dinheiro do banco, e recebe uma comissão por cada transação efetuada.
As atividades do correspondente bancário são regulamentadas pela Resolução 3954 / 2011 do Banco Central. Para conferir o documento na íntegra basta clicar aqui.

Desse modo o correspondente pode realizar as seguintes atividades de atendimento:
I – Abertura de contas mantidas pela instituição contratante;
II – Recebimentos, pagamentos e transferências eletrônicas;
III – Recebimentos e pagamentos de qualquer natureza;
IV – Execução de ordens de pagamento;
V – Encaminhamento de propostas de crédito e de arrendamento mercantil;
VI – Recebimentos e pagamentos relacionados a letras de câmbio;
VIII – Encaminhamento de propostas de fornecimento de cartões de crédito;
IX – Realização de operações de câmbio.

Quem pode ser correspondente bancário?

Qualquer pessoa pode se tornar um correspondente bancário e atuar com uma ou mais das atividades autorizadas pelo BACEN.
Para isso, basta definir com quais produtos ou serviços deseja trabalhar, adquirir a certificação necessária e se cadastrar em uma promotora de crédito para obter acesso aos bancos e começar a atuar.
Agora que você já sabe o que faz um correspondente bancário, vamos explicar de forma bem simples o que você precisa para dar os primeiros passos e entrar com tudo nesse mercado!

Passo I – Certificações Obrigatórias

Primeiramente a Resolução 3954 / 2011 estabelece que todos os agentes que atendem clientes de operações de crédito ou arrendamento mercantil, sejam devidamente certificados, mediante aprovação em exames organizados por instituições autorizadas pelo Banco Central.
Para obter essas certificações é necessário realizar uma prova online em uma das instituições certificadoras autorizada pelo BACEN:

Desse modo a Certificação Correspondente Completa + LGPD, autoriza o profissional habilitado a atuar com Crédito Consignado, Crédito Direto ao Consumidor e Crédito e Financiamento de Veículos.
Além dos conteúdos específicos sobre o mercado de crédito, a prova exige conhecimentos relacionados ao Sistema Financeiro Nacional, Leis e Resoluções inerentes à atividade do Correspondente Bancário, Matemática Financeira, Relacionamento com o Consumidor, Autorregulação e Lei Geral de Proteção de Dados – LGPD.
Apesar do conteúdo extenso, a prova não é nenhum bicho de sete cabeças!
São em média 60 questões de múltipla escolha, que devem ser respondidas em até duas horas, o candidato pode tentar novamente caso não seja aprovado na primeira tentativa.
Além disso, também é necessário obter a certificação PLDFT – Prevenção à Lavagem de Dinheiro e ao Financiamento do Terrorismo. Esse exame é realizado em formato de trilha do conhecimento, com duração média de 60 minutos. O candidato precisa responder a 10 questões no final, para atestar que assimilou o conteúdo e obter a certificação.

Passo II – Cadastro na Promotora

Após realizar a certificação é necessário efetuar o cadastro em uma promotora de crédito, que será responsável pela intermediação entre você e as instituições financeiras, além de oferecer o suporte comercial e operacional necessário para que você arrase nas vendas!
Por isso, é muito importante que você examine alguns pontos antes de realizar esse cadastro, são eles:

  • Maior portfólio de bancos;
  • Maior portfólio de produtos e convênios;
  • Suporte humanizado;
  • E o principal para quem está começando: capacitações sobre todos os produtos, script de vendas e orientação para que você possa prospectar clientes e alcançar os melhores resultados na sua operação de crédito.

Aqui na Lev você encontra tudo isso! Oferecemos todo o suporte necessário para o seu desenvolvimento neste mercado e muitas outras vantagens para que você cresça e rentabilize muito.
A Lev acredita que parceria de sucesso é quando todos evoluem!

Ainda não é parceiro Lev?
Faça agora o seu cadastro e produza com a promotora de crédito que oferece as melhores condições do mercado!

Clique aqui e seja parceiro!

Deixe um comentário